Recorte com tesoura

Olá pessoal, estou vasculhando meu notebook e revendo minhas aulas. Achei legal se eu colocasse aqui prá vocês algumas coisas que foram comentadas no grupos, por exemplo, uso da tesoura, língua protusa e adeus ás fraldas.

Não sei se é “coisa de TO” mas sempre detalhamos as atividades, fazendo uma análise da atividade automaticamente e podemos dar algumas dicas que facilitam a observação dos pais e professores e também são dicas para desenvolvimento das habilidades dos nossos pequenos amigos.

RECORTE COM TESOURA

Várias são as maneiras como as crianças entram em contato com essa ferramenta, no mínimo curiosa para eles. Vou iniciar com uma sequencia visando sempre o “conseguir”.E cada etapa, podemos expandir para outras atividades, como colagens, enfiagens, perfuração. Isso vai depender de sua escolha e motivação da criança.

Entramos na atividade por um “buraquinho” que é nosso objetivo e depois vamos construindo cada passo de acordo com as emoções, sensações, nossas e de nossas crianças até que chegaremos  ao final.

Vamos lá!

1. Identificar a função da tesoura. Apresente a tesoura

  • Quando começamos a trabalhar com a tesoura ela deve ser sem ponta, pontas arredondadas
  • Observe como cada criança reage frente à tesoura. Algumas já sabem que serve para recortar e abrem usando as duas mãos

Muito fofo, né? Repare seu bracinho em pronação ( virado para baixo), é o padrão inicial dos membros superiores, tudo funciona como se fosse um bloquinho. Nõ há dissociação de punho e antebraço.

  • Está numa posição simétrica, usando as duas mãos com o mesmo movimento, completamente concentrado em sua atividade     

                                                                

  • Algumas crianças tem medo porque pode lembrar o cortar o cabelo, cortar as unhas
  • Nesse caso brinque com a tesoura de um jeito animado, use como se fosse óculos
  • Para fazer essa aproximação.  Funciona!
  • É incrível como não existe foto na internet, eu tive que desenhar, kkkk

    É incrível como não existe foto na internet, eu tive que desenhar, kkkk

                                                                               Pessoas queridas, sabem o que é conhecimento tácito Conhecimento tácito é aquele que o indivíduo adquiriu ao longo da vida, pela experiência. Geralmente é difícil de ser formalizado ou explicado a outra pessoa, pois é subjetivo e inerente às habilidades de uma pessoa. A palavra “tácito” vem do latim tacitus que significa “que cala, silencioso”, aplicando-se a algo que não pode ou não precisa ser falado ou expresso por palavras.

  • Pois é, eu faço assim e você pode ter o seu jeito, que dará certo,  
  • Eu pego a tesoura e com uma voz engraçada, falo _” olá!! que tal pegar a tesoura? ou OOOOOOi!!! ou Gostou do meu óculos, hahaha e solto a tesoura, displicentemente encorajando a criança a toca-la. Não peço, ofereço. ” se quiser pegar, aqui está a sua.
  • Se ela quiser, celebro demonstrando o quanto eu fiquei feliz por ela experimentar, tocar ou tentar
  • Se não quiser, OK. Você pode experimentar outra hora e continuo recortando alegremente. Observar é também aprender.
Outro dia estava com um amiguinho, ele manipulava pedaços de isopor que estavam numa caixa de papelão de TV.
Queria transformar a caixa num carro para que eu pudesse coloca-lo dentro e empurrar prá lá e prá cá, buscando a interação. Necas!!! não quis saber de carro, nem música de carro, nem VRUM, VRUM…..queria a gostosa sensação do isopor, juntei-me tranquilamente. Durante esse tempo, eu penso, sinto , olho para os lados pensando o que poderei fazer de legal quando ele me olhar, UAU! tesoura.
 
Peguei a tesoura e quando tive a oportunidade cortei um pedaço de isopor que pulou longe, e fiz um barulho TOIM! Ele adorou e cortei outro e outro e outro e TOIM, TOIM  até que ofereci a ela a tesoura.
 
Ele pegou e largou.
Fiz ela de óculos e falei -” OK, eu entendi que você não quer”  e continuei cortando e me deliciando com os olhares e sorrisos. Ai, ai…Ganhei o dia.
 

2. Posicionar de forma correta e mostrar como abre e fecha e a criança deixar invista na posição correta de preensão da tesoura. Polegar voltado para cima, dedo médio dentro e indicador apoiando por fora, ele é quem dá a direção.

        • Se a criança enfiar a tesoura até o final da base dos dedos que é muito comum e natural acontecer. Observe como dificulta a abertura e também exige muito mais esforço. Experimente você e veja a foto abaixo


Muitas vezes a criança não sabe qual o movimento deve fazer para abrir a tesoura. o fecha é bem mais fácil por causa das brincadeiras e vivências já experimentadas antes. Por exemplo, apertar uma bisnaga de água, apertar massinha.

  • Vocês já reparam numa criança começando a recortar, é muito engraçado! Ela a bre um pouquinho a tesoura, põe no papel “REESSSXX”  e rasga o resto….Recortar também é RITMO que ela ainda não tem. Abre e fecha, abre e fecha e assim sempre em frente.
    • Qual o brinquedo que faz a criança movimentar  a musculatura da mãozinha, a musculatura “do abrir” naturalmente? 
    • Podemos ajudar posicionando nossos dedos indicadores e polegar dentro da mão da criança, algumas e não raras vezes ela não permite…

                                                                                                                        Hum… que ferramenta interessante

3.Comece com uma tira fina de cartolina

  •  Segura a tira e diz “abre” e ajude a abrir,  você coloca a tira na tesoura e diz “fecha” e celebre o corte. Tarefa cumprida, o pedacinho foi cortado e a sensação de 100% está instalada na criança, UAU! é maravilhoso ver isso.
    Repita várias vezes, observe que a atividade é unimanual, a única preocupação da criança é dominar o movimento de abrir e fechar.
 
     Aproveite os pedaços picados para alguma colagem ou mesmo para coordenação viso motora, utilizando canetinhas hidrocor ou giz de cera, e peça para que pinte cada pedacinho de uma cor, tente e invente. O legal é o produto final.
 
 
4.Recortar franjas no papel fixado á  mesa, livremente, sem referências
 
Prenda o papel na mesa com fita crepe, mostre á criança que linda franja vamos fazer na “toalhinha de papel, rs”
 
Nessa etapa começamos coordenar as duas mãos, uma mão segura a tesoura e a outra apóia o papel.
  •     Perceba que o ritmo ainda deve ser trabalhado, você dá as coordenadas, afastando ou aproximando o papel, por ex, um pic encosta na mesa, dois pics, encosta na mesa.
 
5. Você pode repetir a franja com referência de retas desenhadas. A criança deve cortar em cima das linhas.  É uma variação aumentando o grau de dificuldade.
• Como sabemos que a criança já é capaz de recortar com sucesso um pic, estaremos trabalhando com mais uma variável ou seja ela apenas se preocupará em o “cortar encima da reta”.

·        Dependendo da criança, essa reta poderá ser bem grossa ou bem fininha, o importante é que ela tenha sucesso ou perceba que consegue se sair bem.

 
. 6.Recorte de retas
 
  • Sempre inicio com anteparos, por ex., colando palitos de sorvete, fazendo um caminho, desenho uma reta dentro deste caminho e peço a criança que recorte na reta. Com isso conduzimos essa criança a não errar. Ela terá uma margem de segurança, a tesoura bate num palito, volta para a reta, dando a chance de correção.
  • Sem os anteparos , uso retas largas “uma faixa” e peço que recorte em cima da reta. Aos poucos vamos diminuindo a espessura desse traçado até chegar finalmente a reta fina
 
 
Depois de etapas tão detalhadas, deixar usar e abusar do recorte, para que um aprendizado seja integrado e a criança descubra as variações, possibilidades e gostosuras de recortar.
 
É muito comum a criança escolher uma figura para recortar e se muito empolgada….. e de repente, Xiiiii! arranca a cabeça da boneca, ou corta a roda do carro, ou lá se vai o Bob Esponja.
  • Lembre-se que a criança quer a figura e não a perfeição, dependendo de como está sua destreza ao usar a tesoura, facilite.
  • Faça contornos espessos  com canetões em volta da figura para servir de referencia facilitando o desempenho e sucesso. 

Algumas fotos com algumas observações

  • Olhe, o polegar sempre prá cima
  • Pegue uma folha de sulfite e veja o que acontece quando colocamos o polegar para baixo e para cima e me mande um comentário
 
 
                                                                                    Depois que a criança entende como deve fazer ela arruma a posição mais confortável para conseguir
                                                            Tesoura alicate, com abertura passiva. A criança só precisa fechar. è o mesmo movimento de apertar a bisnaga para brincar de espirrar água.
Existem outras etapas no meio dessas, no convívio com as crianças vamos descobrindo estratégias de tornar a atividade mais interessante e divertida.
Anúncios